BRINCAR AOS MÚSICOS

A EMA, quis levar a Música enquanto recurso psicossocial na promoção da qualidade de vida e bem-estar ao serviço do internamento pediátrico do Hospital Garcia de Orta (HGO), em Almada, com o projeto “Brincar aos Músicos”.

Este projeto está implementado desde janeiro de 2016, em parceria com o Grupo de Humanização da Pediatria. Mensalmente, atuamos na dimensão do Serviço junto das crianças hospitalizadas e das suas famílias bem como de todos os profissionais de saúde intervenientes no Serviço. Percebemos à partida que a hospitalização estabelece uma ruptura abrupta com o quotidiano. A criança ou o adolescente é introduzido num espaço que lhe é estranho, são colocados na presença de pessoas com funções que não lhes são familiares. Tudo é estranho... os corredores, as rotinas, a higiene, as dinâmicas dos profissionais de saúde, os procedimentos de cuidados, as esperas, a dor e o sofrimento conjugam-se para os convidarem ao isolamento... O projeto “Brincar aos Músicos” não se constitui somente como uma fuga a esse isolamento, mas sim como que um convite a uma viagem para a interioridade, em busca da sua zona de conforto. Não se pretende um recurso terapêutico mas apenas, e modestamente, uma contribuição singular e facilitadora dos procedimentos terapêuticos, até pelo facto de enaltecer a posição da criança ou do adolescente enquanto sujeito único favorecendo o seu bem-estar ao promover a sua receptividade.

Quem se lembraria de inventar uma bateria com as grades de segurança das camas onde a criança ou o adolescente se mantêm acamados? Quem se lembraria que o metal existente nas cadeiras de roda dão fontes sonoras fabulosas para a reprodução de padrões rítmicos? Quem se lembraria de criar um universo de histórias sinfónicas que através das suas personagens retratam a força e a coragem de uma criança acamada? Quem teria a sensibilidade de “improvisar” tendo por base os avisos sonoros das máquinas injetáveis automáticas?

As dinâmicas do projeto “Brincar aos Músicos” tentam “normalizar” estas vivências, atribuindo um novo significado aos sons naturais deste contexto, tornando-o um lugar de música, de espanto, de curiosidade e de partilha. A música que apresentamos é uma composição de todos os elementos disponíveis que constituem o ambiente próprio e quotidiano do hospital. Não é de todo um espetáculo e os músicos que dinamizam as intervenções musicais não surgem para brilhar, mas sim para se colocarem à disponibilidade para o que surge a cada momento de forma única e emotiva.

Será neste quadro de sentidos e partilhas que o projeto “Brincar aos Músicos” assume a sua orientação de re-harmonizar a criança e o adolescente hospitalizado por intermédio de momentos e situações tornadas como únicas, no infinito respeito pela sua própria identidade e pela suas diferenças e necessidades especiais.

 

Desde dezembro de 2018, numa outra perspectiva e aceitando o desafio do Serviço de Psiquiatria do HGO, o projeto “Brincar aos Músicos” direcionou objetivos e adaptou novas estratégias de intervenção de modo a estabelecer uma dinâmica envolvente com todos aqueles que deste serviço fazem parte. Tem sido uma honra e um desafio para nós as diferentes intervenções que temos vindo a dinamizar de igual forma, também neste serviço. A todos os que tornam estas parcerias possíveis o nosso sentido, Obrigado!

Brincar musicos

Visitas ao serviço de pediatria do Hospital Garcia de Orta